Campanha Reivindicatória 2018-2019

Apresentação

Com a realização de um seminário interno, no mês de julho, a diretoria do Sindiquímica iniciou a campanha salarial das categorias com data base no segundo semestre. O seminário que tratou a atual conjuntura, a indústria petroquímica, terminais químicos e resultados das negociações das campanhas salariais foi coordenado pelo Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos.

Este ano temos novos desafios a enfrentar, todos sabem disso. A política recessiva do governo ilegítimo Temer (MDB) e a reforma trabalhista serão usadas como argumento forte pelo patronato na hora da negociação. Assim como aconteceu ano passado, as empresas vão tentar, mais uma vez, ameaçar a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Negociação

Setor Petroquímico

A reunião de Modus Vivendi, no dia 26 de julho, contou com a participação de representantes do Sindiquímica (sindicato laboral) e Sinpeq (sindicato patronal), na Federação das Indústrias (FIEB). Nessa reunião foram agendadas as reuniões de negociação e definidos os critérios que vão nortear a data base.

O sindicato realizou assembleias com os trabalhadores do turno e administrativo nas fábricas petroquímicas, no Tequimar e Vopak entre os dias 31 de julho e 08 de agosto para aprovar a pauta de reivindicações.

A primeira rodada de negociação aconteceu no dia 09 de agosto, na FIEB e o sindicato encaminhou a pauta de reivindicações ao Sinpeq, incluindo 18 itens. Os trabalhadores reivindicam o INPC do período + 6% de ganho real.

No dia 16 de agosto, mais uma rodada de negociação, no Cofic, no Polo de Camaçari. O Sinpeq não respondeu a pauta de reivindicações e encaminhou uma contraproposta. Até o momento só veio com propostas para tentar nos dividir e enfraquecer. Senão vejamos: propõe duas faixas para o piso salarial, nos dividindo em empregados de primeira e segunda classe. Outra proposta indecente é a de retirar da Convenção Coletiva de Trabalho as cláusulas que regulamentam o turno ininterrupto de revezamento. O turno é uma conquista dos trabalhadores fruto de muitas greves e mobilizações e retirar esses itens da CCT seria permitir que cada empresa adotasse regimes, jornadas, adicionais e tabelas de turno diferentes o que criara uma completa desregulamentação dessas questões no complexo e uma forte insegurança para os trabalhadores.

Atas das reuniões

→  Modus Vivendi, 26 de julho de 2018

→  1ª Rodada de negociação, 09 de agosto de 2018

→  2ª Rodada de negociação, 16 de agosto de 2018

→  3ª Rodada de negociação, 28 de agosto de 2018

→  4ª Rodada de negociação, 05 de setembro de 2018

→  5ª Rodada de negociação, 14 de setembro de 2018

 

Terminais Químicos

TEQUIMAR

O Sindiquímica entregou à direção do Tequimar a pauta de reivindicações na reunião realizada na quarta-feira (22). Nessa reunião ficou acertado que a data base da categoria está mantida em 01 de setembro e que enquanto perdurarem as negociações o atual Acordo Coletivo se mantém vigente. Foram marcadas também duas rodadas de negociações para os dias 11 e 12 de setembro. Alguns problemas relatados pelos trabalhadores também foram discutidos nessa reunião. O Tequimar assumiu o compromisso de que estariam sendo resolvidos.

Outro assunto discutido nessa reunião foi a questão da PLR com a presença da Comissão.

Ata da reunião

→  1ª Rodada de negociação, 22 de agosto de 2018

VOPAK

Na semana passada, o sindicato encaminhou a pauta de reivindicações dos trabalhadores da Vopak à direção da empresa, solicitando reunião de Modus Vivendi. Até o momento não temos resposta da empresa.

Galeria

G

Assembleias para aprovação da pauta de reivindicações

 

 

Negociações

 

 

Assembleias rejeição da proposta patronal